Disney Essencial

Para essa nova série de revistas em quadrinhos, criamos os textos introdutórios, que falam do personagem ou do tema da edição, além de termos traduzido as histórias. A coleção traz o essencial para o leitor Disney, tratando de temas que dizem respeito às características dos personagens mais conhecidos. Por exemplo, as agruras do Tio Patinhas para não deixar que sua moedinha da sorte seja furtada pela terrível Maga Patalójika, ou a rivalidade entre o velho Patinhas e seu rival quaquilionário Patacôncio, ou os diferentes passatempos do avoado Pateta. Imperdível.

  

LULUZINHA EDIÇÃO 01 (ORIGINAL) PIXEL/EDIOURO

Em fevereiro de 1935 numa charge, onde uma garotinha jogava cascas de bananas ao invés de arroz nos recém-casados, da cartunista Marjorie (Marge) Henderson Buell, nascia uma garotinha que seria tão amada nos Estados Unidos quanto a atriz mirim Shirley Temple: Luluzinha. Luluzinha apareceu pela primeira vez em uma revista em quadrinhos em junho de 1945, na célebre publicação da editora Dell Comics chamada Four Colour.

Marge continuou se dedicando as charges e a revista foi entregue a um gênio dos quadrinhos chamado John Stanley que definiu todo o universo de personagens da Luluzinha em parceria com o grande desenhista Irving Tripp. Depois de 10 edições da Four Colour com a personagem, publicadas entre 1945 e 1947, Luluzinha estreou sua própria revista em janeiro-fevereiro de 1948. Como se pode ver, Luluzinha é uma doce garotinha (ou uma linda adolescente) com mais de 70 anos de idade.

Piadas inocentes, tiradas divertidas… SIM: essa é a Luluzinha, a menina mais querida do mundo, agora de volta no Brasil pela Ediouro-Pixel Publicações (já a venda em todas as melhores bancas!).

E a equipe da HQ?

CLENE SALLES EDITORIAL

OBA! UEBA! UAU! WOW – MAIOR ALEGRIA!

Júlio de Andrade  Filho, Doni e demais colaboradores – muito obrigada!

Jorge Carneiro, Luiz Fernando Pedroso,  Henrique Ramos, Daniel Stycer, Leo Fróes, MKT,  EXECUTIVA – adorável Vãnia Tavares e

O MEU MAIS PROFUNDO E SINCERO… MUITO OBRIGADA!

Clássicos da Literatura Disney 27 – O Avarento

O Avarento

A história que abre este volume é baseada na peça teatral O Avarento, escrita pelo ator e comediante Jean-Baptiste Poquelin (1622-1673), que, sob o pseudônimo de Molière, se tornou um dos grandes autores da literatura mundial. Interpretando o avarento Harpagão, sempre obcecado por sua caixa de riquezas, está o mais apropriado personagem Disney para esse papel: Tio Patinhas, o maior pão-duro dos quadrinhos.

A segunda HQ é uma adaptação de outra obra de Molière. O roteiro mostra a turma de Patópolis assistindo à estreia da montagem teatral de As Artimanhas de Scapino. Na peça, dois rapazes, Octávio (Horácio) e Leandro (Mickey), precisam da ajuda de Scapino (Pateta), criado de Leandro e gênio na arte de enrolar os outros, para tirá-los de uma encrenca que envolve casamentos proibidos e pais ultrajados.

Em O Barbeiro de Sevilha (sátira da ópera de Rossini), Donald é Fígaro, que, além de barbeiro, é um faz-tudo na cidade e se envolve na vida dos principais moradores.

A HQ que encerra este volume é
baseada em Os Bandoleiros,
peça de estreia de Friedrich
Schiller (1759-1805), um dos
grandes escritores alemães.
O roteiro mostra Donald no
papel do jovem rebelde que se
alia aos bandoleiros (os
Metralhas) para juntos assolarem
a região onde vivem.
A ingenuidade e o bom caráter do
pato não o deixam perceber que
está sendo enganado.

Clássicos da Literatura Disney – O Mágico de Oz

 

O Mágico de Oz
Na história que abre a edição, Maga e Patacôncio bolam um plano mirabolante em que Margarida, Tio Patinhas, Donald e os sobrinhos viajam para numa terra exótica onde, entre outras maravilhas, sanduíches e refrigerantes brotam em árvores. Nesse lugar mágico, Margarida lembra a garota Dorothy, inesquecível personagem do romance O Maravilhoso Mágico de Oz, só que com atitudes mais maduras e decididas.

Na segunda HQ, Mickey e Pateta revivem, às margens do rio Mississípi, algumas das incríveis peripécias protagonizadas
pelos inseparáveis amigos Tom Sawyer e
Hucleberry Finn em As Aventuras de Tom Sawyer,
obra clássica do escritor americano
Mark Twain (1835-1910).

Elementar meu caro leitor! Clássicos da Literatura Disney – Sherlock Holmes

Sherlock Holmes – O Mundo Perdido

A HQ que abre este volume, A História de Sherlock Holmes, é estrelada por Daisy Holmes, uma antepassada da Margarida. Em busca de trabalho na Inglaterra vitoriana, ela consegue emprego como professora particular de um menino travesso, que virá a se tornar um famoso escritor. Quem seria ele?

A segunda aventura é uma divertida paródia de O Cão dos Baskerville, considerado o melhor livro com o personagem Sherlock Holmes. Sherloque Mickey e Dr. Pateta são chamados para desvendar o mistério de um cão demoníaco que assombra um solar centenário.

A terceira HQ, Piratas Modernos, é protagonizada por Sir Lock Holmes, a paródia da Disney para Sherlock Holmes.

A história Os Detetives Mirins mostra os sobrinhos
do Donald bancando Sherlock Holmes no melhor
estilo do detetive, usando lupas e tudo a
que eles têm direito. Um clássico de Carl Barks.

O Mistério da Opala tem na trama o
Tio Patinhas às voltas com o sumiço
de uma pedra valiosa. O caso é tão
intrincado que só resta ao ricaço
recorrer ao maior detetive de todos os
tempos: o verdadeiro Sherlock Holmes!

E, fechando o volume, no épico O Mundo
Perdido, adaptação livre da obra homônima
de Arthur Conan Doyle, Donald se junta a
uma expedição à Amazônia, cujo objetivo é
provar que ainda há dinossauros vivos na Terra.

Clássicos da Literatura Disney – Guerra dos Mundos

 

A Guerra dos Mundos

Na paródia que abre a edição, Mickey, Minnie e Pateta interpretam os principais personagens do romance A Guerra dos Mundos, do escritor inglês H.G. Wells, um dos grandes clássicos da ficção científica. A HQ mostra de forma bem-humorada uma invasão de extraterrestres na Inglaterra no final do século 19!

Em Os Marcianos Estão Chegando, Biquinho causa pânico em Patópolis ao narrar pelo rádio uma suposta invasão da cidade por marcianos!

Na terceira HQ, O Ataque dos Monstros Espaciais, a situação se inverte. Desta vez, Tio Patinhas, Donald e os sobrinhos vão parar em um planeta distante, onde seus habitantes falam uma língua esquisita e se assustam com a chegada dos invasores!

Em a Ajuda que Veio do Espaço alguns
extraterrestres chegam a Patópolis e um
deles torna-se clone do Donald para saber
como é a vida aqui na Terra.

A Banheira à Beira da Eternidade traz
uma emocionante aventura na qual
Donald e seus sobrinhos protagonizam
uma incrível viagem no tempo a bordo
de mais uma invenção criada pelo
Professor Pardal!

Meu nome é James, James Bond – melhor Donald Bond! Clássicos da Literatura Disney

James Bond

A aventura que abre este volume é uma paródia de 007 contra Goldfinger. Nela, o gênio do crime Bob Finger pretende assaltar o mais cobiçado depósito de ouro do mundo – não o Fort Knox, como tentou Auric Goldfinger, o vilão do filme, mas sim um depósito muito mais farto: a caixa-forte do Tio Patinhas! O Pato Donald, como agente Qua-Qua 7, oponente de Finger, tem à disposição tantas engenhocas quanto o agente James Bond: botões que escondem apetrechos, transmissores no gorro e um carro mais equipado que o Aston Martin. Mas o vilão não fica atrás e ataca com uma arma letal, um sapato de sola de aço que corta como navalha.

A segunda HQ é baseada livremente em Thunderball, uma das novelas de Ian Fleming, criador de Bond, e mostra o agente Qua-Qua 7 em missão para a PAI (Patinhas Agência de Inteligência), poderoso serviço secreto criado pelo Tio Patinhas para defender seu patrimônio.

A história Meu Nome é Bond, Bond Bico fala de um primo dos Irmãos Metralha metido a James Bond. Ele aparece chamado pelos primos para ajudar num golpe contra o Tio Patinhas. Infelizmente para os bandidos, esse Metralha não passa mesmo de um… bom de bico.

A quarta HQ, O Primeiro Caso de 00-ZÉro, traz a estreia do espião e de sua assistente, Pata Hari – dois personagens que sintetizam o melhor da paródia da Disney para os filmes de espionagem.

Na aventura brasileira Um Agente Pouco Secreto, Zé Carioca é confundido com um espião.

No clássico O Mistério do Desfiladeiro da Neblina,
Mickey e Pateta são agentes da Polícia
Internacional, envolvidos em intrigas
mirabolantes.

E, fechando o volume, Um Agente Nada Secreto,
HQ levemente inspirada em 007 contra o Satânico
Dr. No, mostra um certo espião da literatura e
do cinema, agora aposentado, voltando à ativa
graças ao Pato Donald, seu grande fã.

Previous Older Entries

%d bloggers like this: